domingo, 19 de outubro de 2014

Ilha Taquile: enfrentando 545 degraus para chegar ao centro aldeia (14º Dia)



Seguimos em nosso segundo dia de turismo vivencial no Lago Titicaca. Havíamos passado a noite anterior em uma casa de família na Ilha Amantani e agora seguiríamos para a ilha Taquile. Por volta das 8:00 da manhã todos os turistas do nosso grupo já estavam no trapiche da ilha prontos para partir com o barco. Nos despedimos da Michele e sua irmã. Agradecemos pela hospitalidade e pela oportunidade de conviver por um dia com elas.


O barco partiu lentamente pelas águas do Titicaca. Não demorou muito para chegarmos à Ilha Taquile. Para chegar até o centro do povoado é necessário subir uma escadaria de 545 degraus feitos de pedra. Pode parecer cansativo, mas o visual do lago recompensa todo o esforço. Ao longo do caminho pórticos de pedra embelezam ainda mais as escadarias, formando um cenário de tirar o fôlego! As águas azuis do lago enchem os olhos com uma beleza incrível. A subida foi bem demorada pois parávamos o tempo todo para ver tudo isso! Simplesmente um momento inesquecível!
Ilha Taquile, lago Titicaca

Ilha Taquile, lago Titicaca

Ilha Taquile, lago Titicaca

Uma particularidade desta ilha são as vestimentas de seus habitantes. Além do colorido característico dos povos que habitam o Titicaca, aqui os homens usam gorros que, conforme a cor, distinguem os casados dos solteiros. As mulheres também adornam seus vestidos com "pompons" coloridos, distinguindo as senhoras das senhoritas pelas cores dos mesmos. Tudo mantido na mais absoluta tradição deste povo. Caminhamos pelas vias pavimentadas de pedra do povoado até chegarmos ao centrinho da ilha, lá existe uma espécie de praça aberta com alguns restaurantes rústicos, uma igrejinha e alguns bancos para as pessoas sentarem.  A praça também fica em um local alto, com vista para o lado boliviano do Lago. Ficamos lá apreciando a vista, descansando e tomando uma Cuzquenã. A Ilha Taquile fica repleta de turistas que vão chegando de barco durante todo o dia.

Ilha Taquile, lago Titicaca

Ilha Taquile, lago Titicaca

Ilha Taquile, lago Titicaca

Ilha Taquile, lago Titicaca

Ilha Taquile, lago Titicaca

Ilha Taquile, lago Titicaca

Ilha Taquile, lago Titicaca
Todo o grande Lago Titicaca, com suas ilhas habitadas, é envolto em antigas tradições e mitologias ainda muito bem preservadas por seus habitantes. Nem mesmo a conquista dos espanhóis conseguiu alterar este modo de vida centrado na agricultura de subsistência, na pesca, na tecelagem. A Terra, o lago e os demais elementos da natureza são cultuados pelos habitantes como forma de agradecimento pelo seu sustento. Voltamos ao barco no horário combinado para iniciarmos o lento retorno à Puno. Em dois dias de navegação pelo lago também foi possível conhecer um pouco mais dos turistas do grupo. Pessoas das mais diferentes nacionalidades, diferentes conhecimentos e culturas. Teve até um turista polonês que resolveu mergulhar nas águas geladas do Titicaca enquanto esperávamos para partir da ilha... Chegamos a Puno já no final da tarde, um pouco cansados, mas ainda fomos caminhando do hostel até a praça das armas.


Catedral de Puno, na Plaza de Armas
Plaza de Armas de Puno

Olá,
já curtiu nossa página no Facebook?
Curta e fique por dentro dos nossos novos posts!
https://pt-br.facebook.com/viajanteautonomo
Ah! Caso tenha alguma dúvida sobre algum ponto abordado nesta postagem ou quiser receber outras informações, registre seu comentário abaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário